segunda-feira, 21 de maio de 2012

As Melhores, As Piores e As Nem Me Toquei Que Rolaram Performances do #BBMA Billboard Music Awards 2012!


Rolou na noite de ontem ao vivo direto do The MGM Grand uma das principais premiações da música internacional: o Billboard Music Awards 2012. Com performances de uma série de artistas que estão bombando (ou não) na parada mais quente dos Estados Unidos, mesmo sem muitas surpresas, a premiação rendeu, e nela pudemos conferir espetáculos de artistas que não aguentamos mais ver (LMFAO, Katy Perry), artistas que estão de volta e nós mal podiamos nos conter para ver suas performances (Nelly Furtado, Carrie Underwood) e artistas que ao vivo são tão sem sal que a gente optou por dar uma voltinha na cozinha e colocar uma pipoca no microondas no forno com plástico e tudo (minha mãe fez isso ontem, acreditem!) enquanto eles ainda se faziam presentes no palco. Sem mais introduções vamos as performações!

Responsáveis por abrir a premiação, os caras do LMFAO optaram por performar um Medley de "Party Rock Anthem", "Sorry For Party Rocking" e "Sexy And I Know It" e, mesmo amando os vídeoclipes dessas músicas, não aguento mais ouví-las. Já deu, já foi, já era. Se o conceito da perfô tivesse ao menos UM diferencial, mas foi a mesmíssima coisa de sempre: Party Rock, um doido com uma caixa na cabeça e RedFoo com aquelas camisetas que mais parecem uma calcinha fio dental. Sabe quando você tá na balada e aquele DJ que acabou de chegar fica repetindo todas as músicas que o DJ anterior tocou!? Então.



Demorei mas finalmente entendi o motivo da boyband britânica The Wanted levar esse nome. Desde o início da performance os meninos se mostraram totalmente perdidos no palco como se não soubessem nem pra que lado deveriam dar o próximo passo. Sempre atentos a algum teleprompter que dizia pra que lado do grande palco da premiação eles deviam correr, os gatos e não menos talentosos por causa dessa perfô horrenda começaram com a nova "Chasing The Sun" e logo em seguida emendaram com seu grande hit "Glad You Came". Dica para as próximas apresentações: Max George sempre no meio, o resto não tem presença de palco nem espírito de liderança suficiente pra comandar.



Kelly Clarkson debutou com louvor "Dark Side", terceiro single de seu mais recente álbum, Stronger. Anunciada por seu novo parceiro de reality Robin Ticke, a mentora de Duets apareceu magérrima vestindo um longo vermelho com um decote em V tão longo quanto o vestido. Sem ao menos sair da frente do pedestal, Clarkson fez a galera dançar e bater palminha na medida certa. Foi ovacionada ao final da performance, mas, ao contrário do que imaginamos, não foi aplaudida de pé. Alguém AI sabe dizer por quê!?



Quem tava vendo pelo streaming lembra que foi nessa hora que o mundo ficou offline. Quem não tem ABC em casa perdeu de ver Chris Brown performando seu "Turn Up the Music" ao vivo e MAIS, Brandy aproveitando que estava em rede nacional para divulgar seu novo single, "Put It Down", porque como a gente bem sabe, não tá fácil pra ninguém! Enquanto Bieber se esforça para que o mundo veja que ele cresceu, Brown quer mais é que todos saibam que ele tá mais muleque piranha do que nunca. Com direito a rampa de Bike, um playback de fazer inveja a Britney Spears (What the hell, who cares?) e uma coreografia descamisada que deixou a gente babando, Chris Marrom fez o que faz de melhor: Dançar freneticamente com seus parceiros de bronze na laje e sua gangue da pista de skate. Pela animação da galera da audiência a raivinha gerada pelo caso Rihanna já passou, né? Alôar resto do mundo!



Usher deu os cata na Chapeuzinho Vermelho e fez uma performance com direito a número de mágica para seu hit "Scream". Diferente de Brown, Raymond conseguiu disfarçar bem sua base pré-gravada cantando alguns dos trechos da música ao vivo entre um ou outro bloco de dança. Com exceção do truque de ilusionismo a performance foi apenas Ok, o cara não inovou muito mas se manteve no nível. Continuamos com a performance de "DJ Got Us Fallin' In Love + OMG" do VMA 2010 intocável na posição de número #1 nos nossos corações.



Um prato de arroz com bastante feijão pro nosso amigo Bieber, por favor! É, porque é isso que ele vai ter que comer (e MUITO) pra chegar aos pés de ser quem ele PENSA que é. Certamente o meninão foi dormir se achando a pessoa mais nigga do pedaço, porém o que a gente viu no palco foi o mesmo garotinho de "Baby" só que com um corte de cabelo diferente. "Boyfriend" mostra de Bieber nos dias de hoje o mesmo amadurecimento que "Oops!..." mostrou de Spears no ano 2000, a transição de criança para adolescente e nada mais. Logicamente falta em Justin toda a safadeza oculta que sempre sobrou em Britney, e se ele continuar nessa vibe de Timberlake + Usher + MJ wannabe, aviso de antemão que o poço sem fundo dos artistas teen sem nada a acrescentar o aguarda, e nosso amigo Aaron Carter está ansioso a sua espera com uma cadeira ao lado dele e seu lindo nome escrito nela.



Outra que logo, logo vai encontrar com Aaron Carter é a mais sem sal que Nissin Miojo antes de você acrescentar o pó daquele pacotinho Carly Rae Jepsen. Vamos encarar os fatos: Ela é uma MULHER de 26 anos (SIM, 26 anos!) que age como se tivesse 16, e só bombou no mundo da música porque Justin Bieber e Selena Gomez fizeram um vídeo caseiro com ela de uma música que poderia facilmente ser o novo single de Rebecca Black. "Call Me Maybe" é chatinha e de longe uma das piores músicas do ano. Seu refrão chiclete e um tanto quanto inesperado foi o que salvou. Carly não tem presença de palco e só fica andando de um lado pra outro pra ganhar tempo não sei pra que. Triste!



A Kelly Clarkson deve ter rido ALTO e pegado no verde quando viu Carrie Underwood e a performance do single que dá nome ao seu mais novo álbum, Blown Away. Motivo? Carrie fazendo a linha A Ursurpadora executando uma performance exatamente igual a de Kelly. Mesmo vestido, mesmo palco, até no mesmo lugar que Kelly ficou paradinha cantando sobre o seu Dark Side, Carrie também gritou (lindamente) para o mundo ver como ela estava Blown Away. Coincidências a parte, Underwood transbordou toda a energia que Clarkson, só Deus sabe como, conseguiu conter. De longe as duas melhores performances da noite (até o momento) são delas. Pra quem não sabe, tanto Kelly como Carrie são vencedoras, respectivamente, da primeira e da quarta temporada do reality musical American Idol. Quem diria.



Desde que começaram a fazer músicas para a trilha sonora do filme Transformers os caras do Linkin Park vem sempre repetindo os mesmo elementos tanto em seus vídeoclipes como em suas performances. Coincidência ou não, eles já se sentem familiarizados com todo esse aparato tecnológico, fogo everywhere e cada vez menos estrofes com os raps de Mike Shinoda (sdds Fort Minor) nas músicas. Como sempre o Linkin Park bombou da maneira Linkin Park de bombar. Não entendeu? Assista a performance de "Burn It Down" e reflita:



Uma das poucas artistas que se sujeita a fazer uma performance cheia de pirotecnia e ainda cantar AO VIVO é Katy Perry. Ao invés de celebrar seus singles número #1 que lhe renderam o "Billboard Spotlight Award", Perry optou por fazer o debut do segundo single de Teenage Dream: The Complete Confection, "Wide Awake". Muita gente se perguntava, ainda durante a performance, o motivo da voz de Katy parecer trêmula e a razão dela ter saído do tom por alguns momentos. Nós do Data Clipe gostariamos de desafiar todas essas pessoas a cantarem "Wide Awake" ao vivo pra gente penduradas por um cabo a metros de altura rodando sem parar, sentindo a barriga gelando e tendo que se segurar num pedaço de pano pra não se estabacar no chão com a mesma classe e eficiência de Perry. Candidatos? Sempre soube que não.



Nelly Furtado fechou a noite (pra gente) com a canção, que se tiver um remix de William Orbit, Wolfgang Gartner ou Calvin Harris vai estourar do jeito que merece, "Big Hoops (Bigger The Better)". Fazendo a linha Gangsta Nerd, Nelly deixou a vibe promiscua de lado e apostou no mesmo conceito do clipe pra bombar sua performance, e conseguiu. Teve dança na pegada do bambo, do bambo, bambo, do bambo, do bambolê, teve bailarina com perna de pau e Furtado quase levando uma queda da plataforma no 3:26 do vídeo.



E foi isso que rolou na noite de ontem no Billboard Music Awards 2012. Se você também quiser ficar por dentro de quem levou qual prêmio, quem vestiu qual roupa e quem esteve por lá e por pouco ninguém se tocou pode conferir nas coberturas mais que completas que a galera do Stay Pop e POPLine fizeram, além de também dar uma olhada na peneira do bom e relevante de Nathalia Ferrari no Pop Chiclete. Até ano que vem #BBMA o/