quinta-feira, 12 de setembro de 2013

"HAM": Aproveitamos o Lançamento do Novo Clipe da Colette Carr Pra Dizer Umas Boas Verdades Pra Rapper (Parte 1)!


Achei ofensivo, apaga!

Colette Carr, enquanto artista independente, quebrava tudo, né gente? Quem não lembra, por exemplo, das maravilhosas "Back It Up" e "Bitch Like Me", extraídas do magnífico mixtape Sex Sells, Stay Tooned de 2010? Pois é, mas desde que assinou com a Interscope a fia meio que tem escorregado na casca de banana a cada novo lançamento. Tanto a arte fotográfica como boa parte das músicas de seu álbum de estreia, o Skitszo, lançado oficialmente em julho passado, decepcionaram de médio pra muito (descartááááveis), passando longe da genialidade de faixas como "Bieber", "Malibooty" e "Favorite Word", presentes em seu registro anterior.

Como a maioria das músicas que tinham algum potencial comercial foram lançadas antes do álbum sair oficialmente, Colette começa a recorrer agora para as faixas que estarão presentes em seu próximo mixtape, que tem previsão de lançamento para o início do ano que vem. É, de fato este deveria ser um motivo de grande alegria, não só pra gente como para toda a fã-base de C Carr, não fosse o fato dela ter escolhido apostar numa temática que já está mais do que batida: a do twerk.

Com uma introdução pra lá de divertida, Colette simula uma entrevista pré-vídeo em que o repórter afirma que sereias não sabem fazer rap (Azealia Banks, te dedico). Pois é, mas a genialidade para por aí, já que o clipe de "HAM" chegar a ser tedioso de tão genérico. Sabe "We Can't Stop" da Miley Cyrus? Então, é tipo aquilo, só que numa versão mais, digamos, pobre. Com efeitos bizarros e bundas saltitantes, o clipe é salvo quase que unicamente pelos figurinos despretensiosamente pretensiosos de Colette. A participação de Ben J então nem se fala, até porque rapper que rima honey com funny não merece meu respeito. Enfim, assista (ou não):