quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

➓ CLIPES: Que tinham tudo pra hitar mas floparam mais que tudo!



Depois dos 10 clipes... que desapareceram antes mesmo de aparecer, em que nós trouxemos os tão aguardados clipes que nunca sairam da gaveta, agora é a vez dos 10 clipes... que tinham tudo pra hitar mas floparam mais que tudo, afinal, quem nunca né?! Escolha ruim de single, tentativa frustrada de comeback, efeitos visuais farofa, tem de tudo nessa amada lista...

#10 Timbaland "Morning After Dark"

Nosso top 10 começa com Timbaland. Agradecemos até hoje por Timbo ter produzido FutureSex/LoveSounds do Justin Timberlake, e o Shock Value, que nos trouxe os hits "The Way I Are" e "Apologize", mas depois de achar a fórmula do sucesso, o rapper achou que repetindo a equação daria certo, mas Timbaland Presents: Shock Value II não vingou, e, diferente do seu antecessor, mal conseguiu chegar no top 10 dos charts. E o que dizer da temática vampiresca do carro-chefe "Morning After Dark"? A música flopou tão bonito que nem de longe foi pra Shock II o que "The Way I Are" foi pra Shock I. Timbaland Cullen na nossa décima posição!


#9 Michelle Williams "We Break The Dawn"

Quem é Michelle Williams? Se você googlar esse nome achará mais menções a atriz de cinema ex de Heath Ledger do que a cantora ex-Destiny's Child, mas é dessa segunda que estamos falando aqui mesmo. O nome da fia já começa com um flop (nas buscas), mas Michelle já fez muito sucesso no trio com Beyoncé e Kelly Rowland, e foi só aí também, já que, mesmo após o fim do grupo, Williams ainda é a única Destiny que continua morrendo na praia ao tentar lançar um single que bombe tanto quanto "When Love Takes Over" da sua amigue de girlband. Dou três segundos pra você lembrar o nome de outra música ou clipe dela. Lembrou? Pois é...


#8 Jesse McCartney "Shake"

Jesse Mccartney já foi o queridinho da América, já vendeu cd que nem água e já fez muita música boa (SDDS Departure), mas em tempos de One Direction, The Vamps e Justin Bieber parece que o público agora tem muito boy magia pra escolher e resolveram deixar Jesse de lado. O resultado disso foi o seu quarto álbum de estúdio Have It All que chegou todo trabalhado no viral, mas acabou sendo cancelado pela gravadora. Seu único single lançado, "Shake", ficou em 54° lugar no Hot 100, o que não é muito bom pra quem estava acostumado a ficar no top 10 não é mesmo? Tudo bem que "Shake" é uma delicinha, mas Jesse entra pra lista por ter lançado uma única música em todo o álbum. Que fase!


#7 Will.I.Am "I Got It From My Mama"

Will.i.Am faz o tipo brasileiro: não desiste nunca. Se no Black Eyed Peas ele consegue ficar no topo, na sua carreira solo a gente não pode dizer o mesmo. Tanto que ao lançar seu terceiro álbum fora dos Peas, Will pensou que revolucionaria, mas apenas apresentou um cd com músicas parecidas com as do seu grupo contando até com a ajuda de Fergie nos backing vocals. Não bastasse a mesmice, o clipe no Brasil e a temática veranesca de "I Got It From My Mama" não colaram, e Will Eu Sou, que nunca tinha sentido o gostinho de um flop tão recheado na boca, comeu uma tortona disso. A vergonha foi tanta que Songs About Girls vendeu míseras 21 mil cópias (de acordo com a Nielsen SoundScan) e nem os outros singles que viriam depois poderiam salvá-lo, pois iremos lembrar mesmo é disso aqui:


#6 Backstreet Boys "Straight Through My Heart"

Até essa parte do podium ficou bem claro que a maioria dos flops musicais vem justamente de pessoas que já fizeram muito sucesso um dia, né? A prova continua com os Backstreet Boys, que ensaiando (mais) um comeback de suas carreiras, escorregaram feio na casca da banana ao lançarem "Straight Through My Heart", que não bastasse ser ruim, ainda utilizaram a mesma temática que Timbaland em "Morning After Dark" para o clipe da música. Se vestir de monstrinhos era bonitinho na década de 90 em "Everybody", Garotos da rua de trás, mas em 2009, não. Trófeu vergonha alheia feat. flop para Brian, Kevin, Nick, AJ e Howie.


#5 Spice Girls "Headlines"

Como se não fosse suficiente uma boyband despontar aqui, a gente traz também uma girlband! É até maldade falar mal das Spice Girls depois do meu juramento de amor verdadeiro, amor eterno, mas depois do fim do grupo, que deixou mais da metade da população mundial em prantos, o anúncio do retorno com as cinco reunidas em "Headlines" acabou deixando todo mundo esperando uma música que fosse mais que um mix de tudo que elas já tinham feito em suas vidas, mas não deu outra: entre carão pra cá e lipo pra lá, o single não vingou do jeito que deveria, e o clipe acabou parecendo mais um comercial de creme anti-idade, pra mostrar que até você, consumidora comum, pode envelhecer com dignidade. Até "Holler" rolou melhor, rs.


#4 Lady Gaga "The Edge Of Glory"

Todo mundo sabe que desde muito antes do lançamento de Born This Way, a mãe monstra vinha prometendo mundos e fundos no lançamento dos singles, e, consequentemente, dos clipes dessa era, afinal de contas, seria preciso manter o nível "Bad Romance" de qualidade, né? Tudo ia bem para a cantora até "The Edge Of Glory": fotos dos bastidores caindo na net, Lady Gaga investindo na divulgação e Joseph Khan assinando a direção. Todo o buzz foi gerado, mas quando "Edge" foi lançado, ninguém entendeu como a cantora pôde gastar um single tão bom com um clipe de qualidade duvidosa. Boatos dizem que, às vésperas da gravação, Gaganás teria brigado com o diretor e acabou tendo que se virar nos 30, tendo inclusive que editar seu próprio vídeo. Então não deu outra e "TEOG" decepcionou grande nas telinhas.


#3 Mariah Carey "Auld Lang Syne"

Como não amar Mariah toda feliz e pimpona em um fundo chroma key? Se esse clipe não estivesse no canal VEVO da cantora a gente poderia jurar que é alguma brincadeirinha da galera do Funny or Die, mas não meu povo, Maraião, que na época estava grávida de gêmeos, alegou que não tinha tempo para fazer um clipe mais produzidinho e presenteou a gente com essa belezura que é "Auld Lang Syne". Ah, e remixada tá? Tem Mimi pra lá e pra cá e explosões de fogos ao fundo. E a lição que a gente tira disso? Que nem mil Grammys te fazem escapar de um flop, mesmo que seja na noite de Natal.


#2 Nicole Scherzinger "Poison"

Nicole Scherzinger era a peça chave das Pussycat Dolls e brilhou tanto que, pra nossa surpresa (cêjura), resolveu sair em carreira solo. A divulgação de Her Name Is Nicole ia com tudo, mas nada de álbum, até que resolveram, por fim, engavetá-lo. A responsabilidade de sucesso ficou então com Killer Love, que, assim como o HNIN, prometia bastante. Dando início aos trabalhos de divulgação, Nicole chegou fazendo a femme fatale no single de "Poison", mas acabou morrendo envenenada. A fantasia de mulher-gato meets melkoo não convenceu, e a música, que tinha tudo pra hitar nas buatchy e nas academias, mal alcançou a décima posição nos charts (1° lugar na Escócia nao conta né gente, pufavô). E o que dizer do clipe!? Chamaram Joseph Kahn (e a maldição continua...) pra salvar o fiasco, mas nem ele deu conta de fazer o milagre. Nicolete Pussycat na nossa segunda posição (pelo menos aqui a fia atingiu uma boa colocação, né!?).


#1 Christina Aguilera "You Lost Me"

Sobre a primeira posição não precisamos dizer nada! Clica AQUI e cata o drama. Brincadeira! Continuem lendo o post, suas linda, pois essa merece atenção especial. Bom, já não bastava ter amargado nas vendas com o incompreendido Bionic, Christina Aguilera entregou nas mãos de Jeová os trabalhos finais do seu disco (ou seja, cagou pra ele). A prova disso é que X-Tina ainda tinha bons singles para lançar e clipes para fazer (tipo "Woohoo", segunda faixa do álbum) mas preferiu escolher a sonolenta "You Lost Me". Resultado? A produção teve data de estreia anunciada e, realmente, todo mundo perdeu, rs. Chatiadíssima, Aguilera não quis nem saber de dar outra chance pro álbum e apenas fez carão triste no vídeo, encerrando nossa paradinha com chave de flop!