quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Entre o céu e o inferno: Kat Dahlia está cercada de flores, cobras e conflitos no clipe de ''My Garden''!



Demorou, mas a Kat Dahlia finalmente voltou a dar as caras (e com ótimas notícias)! É que seu álbum de estreia, o My Garden, que tanto ela quanto nós anunciamos desde 2013, finalmente foi lançado no último dia 13 de janeiro pela Vested in Culture, gravadora subsidiária da Epic Records.

Sem lançar nada novo desde "Crazy", sua até então atual música de trabalho, Kat teve que correr contra o tempo para não soltar o álbum sem uma nova música nas rádios, optando assim pela faixa título, "My Garden". Composta por ela em parceria com Justin Anthony DeSantis, que também assina sua produção, a faixa, assim como boa parte do material presente em seu álbum, é bastante crua, tanto em termos sonoros quanto líricos.

Com uma série de conotações sexuais um tanto quanto subliminares, "My Garden" faz uso de metáforas para falar sobre um jardim nunca antes explorado (que nos acreditamos ser a vagina da cantora, rs): "O meu jardim é branco como margaridas / E é completamente intocado / O meu jardim é branco como margaridas / E é livre de pecado / Minhas raízes estão bem ansiosas / Para mergulhar em seus diamantes / Escavando, você quer / E eu quero que você coloque em mim / Minha cama de flores está te chamando". Será que ela ainda é virgem? :O

Dirigido por Michael Garcia, o clipe traça um paradoxo de toda essa contextualidade implícita, onde vemos Dahlia sensualizando em três ambiente distintos. O primeiro deles é um quarto com paredes brancas e móveis de cor crua (representando a pureza), o segundo uma piscina (representando a transição) e o terceiro uma caverna escura (representando o pecado). É, mas esses três ambientes tem algo em comum: flores, cobras e uma Kat Dahlia indecisa sobre qual caminho seguir. Assista: