quinta-feira, 19 de março de 2015

5INCO: Clipes baseados em fatos reais!



Não é todo dia que os nossos artistas favoritos estão afim de cantar sobre presepadas adolescentes envolvendo festas, flertes e muito sexo. Diferente do que a mídia pensa, eles tem, sim, sentimentos pra dar e vender. E quando eu falo em vender, não estou me referindo a prostituição (também), mas sim composições a respeito de acontecimentos que, de fato, fizeram parte de suas vidas (baseado em fatos reais, sabe?) e que, em forma de música, acabam gerando um retorno financeiro pra lá de vantajoso pra eles. Pensando nisso, resolvi elaborar uma listinha com alguns dos meus vídeoclipes favoritos que tiveram como base experiências reais vividas por algumas das maiores estrelas da música. Vamos conferir?

1m. Madonna - Oh Father

Madonna nunca escondeu de ninguém que teve uma relação conturbada com o seu pai Tony Ciccone e esse é o tema principal de "Oh Father", talvez um dos trabalhos mais emocionantes e biográficos de sua carreira. No clipe, dirigido pelo cineasta David Fincher (O Curioso Caso de Benjamin Button), a cantora evidencia a morte de sua mãe Madonna Ciccone (que ela perdeu quando era muito jovem devido a um câncer de mama) e as presenças masculinas em sua vida; o jeito agressivo de seu pai e o lado frio de um relacionamento abusivo (que nas entrelinhas pode significar o ator Sean Penn, seu ex-marido). "Você não pode me machucar agora / Eu me afastei de você / Eu nunca pensei que conseguiria" canta a rainha do pop enquanto mostra também o lado do perdão para quem já lhe fez mal no trecho "Você não quis ser cruel / Alguém te machucou também". Impossível não se emocionar.


2ois. Hilary Duff - Stranger

Queridinha da Disney (e da América) e com uma carreira consagrada como atriz e cantora. Tudo ia bem em todos os aspectos para Hilary Duff quando o seu namoro com o vocalista da banda Good Charlotte, Joel Madden, subiu pelo telhado. O motivo? A socialite Nicole Richie. Sentindo-se traída pela "amiga" e pelo ex, Hil fez o que toda mulher chifrada faz (música boa!) e resolveu rasgar tudo em seu álbum Dignity, que, recheado de indiretas para o novo par romântico formado, ganhou até canção especial: "Não há bondade nos seus olhos / O jeito que você me olha, não está certo / Eu percebo o que está acontecendo dessa vez / Tem um estranho na minha vida / Você não é a pessoa que eu conhecia / Você tem medo deles saberem quem você é? / Se eles pudessem ver você como eu vejo / Então eles veriam um estranho também". Tanto rancor, claro, não poderia passar batido, e "Stranger" ganhou clipe mostrando os bastidores do namoro perfeito fake que ela vivenciou dos 16 aos 19 anos. Ouch!


tr3s. No Doubt - Simple Kind Of Life

Outra que sofreu de amores e resolveu expor para o mundo foi Gwen Stefani. A frontwoman da banda californiana No Doubt teve um relacionamento duradouro com seu parceiro de banda Tony Kanal, e para ele dedicou várias músicas, entre elas a famosa "Don't Speak" e "Simple Kind Of Life", esta última abordada da forma mais corta coração possível no videoclipe, pois Gwen conta a história de como seus anseios como a maternidade e casamento foram destruídos assim que Kanal resolveu terminar a relação. Mas nem tudo foi perdido e ao menos essa teve um final feliz, já que depois de toda a sofrência, acabou casando-se com o bonitão líder da banda Bush, Gavin Rossdale, tendo três lindos filhos com ele e podendo mostrar o desfecho de sua vida amorosa na canção "Cool", de seu álbum solo Love. Angel. Music. Baby.


qu4tro. P!nk - Family Portrait

Que 99% das músicas da P!nk são autobiográficas todo mundo sabe, mas o single "Family Portrait" chamou atenção pela maneira como a cantora resolveu abordar o tema, que fala sobre os problemas de sua família durante o processo de divórcio de seus pais, mas sob o olhar dela quando pequena, interpretada no clipe pela fofíssima Maddie Ziegler Kelsey Lewis. Em entrevista para o E! True Hollywood Story, P!nk confessou que foi muito difícil escutar essa música sem ficar emocionada por um bom tempo, e que ela não se trata só sobre o seu passado, mas também é uma mensagem para diversas crianças que passam por isso, como uma forma de encorajá-las a falarem com seus pais sobre o que sentem sobre a separação deles também.


5inco. Iggy Azalea - Work

Quer sair da Austrália? Quer hitar mundo afora? Quer ser a rapper do momento? You better work, bitch! E é mais ou menos com essa premissa que Amethyst Amelia Kelly, vulgo Iggy Azalea conta sua história em "Work", single que expõe os pormenores da saída da cantora de sua cidade natal aos 16 anos de idade para tentar ganhar a vida em Miami, de forma, digamos, digna. E foi com três empregos, limpando muito chão e fazendo o contrário das desesperadas por riqueza que ela encontrou pelo caminho (que foram capazes até de se venderem sexualmente) que essa loirinha bunduda conseguiu aos poucos o seu tão sonhado lugar ao sol! Who dat? Who dat? I-G-G-Y!


E aí, curtiram? Então aproveitem pra comentar aqui embaixo outros clipes baseados em fatos reais que vocês conhecem!