segunda-feira, 26 de outubro de 2015

#MTVEMA 2015: Tudo que nós achamos de cada uma das performances da premiação da MTV!



Na tarde do último domingo (25) só deu #MTVEMA nos Trending Topics do Twitter e não foi pra menos. Sem muitas firulas, a premiação da MTV européia soube como ninguém resgatar a essência responsável por popularizar os awards da nossa emissora de TV favorita: a diversão. Sério! Essa galera sabe como fazer um show e sabe como se entreter sem precisar ficar enchendo linguiça pra segurar a audiência. E os artistas também não ficaram atrás. Fifth Harmony, Jason Derulo, Macklemore & Ryan Lewis, Ellie Goulding e Justin Bieber foram responsáveis por alguns dos pontos altos da noite que a gente faz questão de rever e comentar detalhes de cada performance com vocês a partir de agora.

Abrindo o pré-show direto do tapete vermelho, as meninas do Fifth Harmony enfrentaram alguns problemas com a base pré-gravada para o refrão da música (todo o resto foi ao vivo), que nós ainda não sabemos ao certo se estava muito alta ou atrasada, mas simplesmente não deixaram a peteca cair. Apesar do fôlego das fias ter ido dar uma rolê pela premiação e voltado alguns minutos depois (Katy Perry feels you), elas provaram porque realmente são "Worth It" de todo o sucesso que tem conquistado nos últimos tempos. Com uma coreografia matadora e figurinos pra lá de ousados (e trevosos), Ally, Camila, Dinah, Lauren e Normani simplesmente detonaram na abertura do EMA!


Oficializando o início dos trabalhos no palco principal, Macklemore, Ryan Lewis e Eric Nally chegaram com uma apresentação monumental de "Downtown" onde pudemos ver o rapper detonando nos versos (e na coreografia), o produtor quebrando tudo na guitarra e o vocalista do atualmente em hiato Foxy Shazam voando em pleno Europe Music Awards. Eu chego a ficar arrepiado só de lembrar o quão grandiosa foi essa performance. Os caras simplesmente arrebentaram ao levar boa parte do storyboard do clipe pro palco da premiação, tudo isso sem deixar de nos agraciar com outras novidades visuais e pirotécnicas maravilhosas. Já queremos esses dois no Brasil pra ontem!


Com uma pegada moderna e tecnológica, Jason Derulo chegou ao palco do EMA fazendo jus ao título de superstar com direito a um telão com projeções gráficas de cair o queixo e uma plataforma gigantesca de onde ele desceu para simplesmente inovar com uma coreografia pra lá de afiada sob rodas. É isso mesmo que você leu! O cara dançou em cima de um daqueles novos patinetes elétricos de duas rodas que se movem de acordo com o seu equilíbrio, sabe? Foi demais! Ah, e ainda rolou um breakdown maravilhoso lá pros momentos finais da performance. Confesso pra vocês que eu não tava indo muito com as fuças do Jason Derulo nesses últimos tempos, especialmente depois dele ter dado um pé na Jordin Sparks só porque estourou mundialmente, mas o cara  meio que me ganhou de novo com essa apresentação.


Com direito a falsete (aprende Melody) e osquestra de violinos, Ellie Goulding encheu os nossos olhos de lágrimas com uma performance arrebatadora do hino da safadeza oculta, "Love Me Like You Do" (que nós, carinhosamente, apelidamos de "Faz de Mim o Que Quiser"). Brotando em meio a uma plataforma cercada de pedras preciosas, Ellinha, que parecia meio entrevada (muito provavelmente por causa do espaço mínimo que sobrou pra ela em meio a tanta pedra) cantou e encantou com aquela vozinha rouca dela que a gente simplesmente ama. A única coisa que eu trocaria nessa performance seria o cabelinho da fia, que tava parecendo a Lady Gaga na era The Fame Monster. De resto tava linda, tava maravilhosa, tava "Ice Princess" da Azealia Banks!


No momento #AquecimentoLollapalooza da noite, o duo Twenty One Pilots mandou ver ao som de "Tear In My Heart" direto do palco alternativo localizado na Piazza del Duomo. Com direito a muita emoção, a apresentação contou não só com Nick e Chris arrebentando ao som do segundo single do Blurryface, mas também com fãs pra lá de fofos e dedicados que sabiam cantar cada letra da música. Sério, gente. Foi muito lindo!


Apresentando seu single em parceria com o Rudimental, o apresentador da noite, Ed Sheeran, que, apesar de ser um fofo, eu não sou lá muito fanzoca, fez uma apresentação apenas correta para "Lay It All On Me". Com um aparato visual maravilhoso, o cara não conseguiu levantar a galera, que, assim como ele, ficou ali numa pegada mais introspectiva.


Apesar de eu estar simplesmente adorando essa nova fase do Justin Bieber em termos sonoros e videoclípticos, o cara ainda tá devendo muito quando o assunto é performance. Com uma pegada bastante similar a de sua apresentação no VMA, Bieber, apesar de animado, dançou pouquíssimo (e quando dançou fez uso daquelas mesmas coreografias de três passos que fazia quando era criança) e ficou sem fôlego em diversas ocasiões. Isso sem falar naquele figurino vermelho horrível no melhor estilo Red Devil de Scream Queens. Só faltou o já clássico choro fake no final da apresentação pra gente começar a rever os nossos conceitos sobre o comeback do fio. Melhora, Justin! E contrata um stylist.


Deixando muita veterana no chinelo, a relativamente novata Jess Glynne mandou ver ao som de um medley com alguns de seus maiores hits. "My Love", "Hold My Hand" e "Don’t Be So Hard On Yourself" foram as faixas escolhidas por ela para a apresentação que simplesmente fez com que a fia ganhasse ainda mais a nossa empatia. Pra quem ainda não ouviu o I Cry When I Laugh, álbum de estreia da Jess, essa performance foi um belo de um empurrão. Que voz!


Já no momento Planeta Terra (não, ele não tá confirmado na edição 2015 do festival, até porque ele nem existe mais rs), o também novato James Bay nos encantou ao som da maravilhosa "Hold Back The River". Bombadaça no mundo inteiro, a faixa é o segundo single do álbum de estreia do cara, o Chaos and the Calm, lançado em março passado e que já rendeu as deliciosas "Let It Go" e "Scars". Quem também tá ansioso por um show do cara em solo tupiniquim? A Andréia eu tenho certeza que tá, rs


Logo depois do James Bay tivemos o primeiro e único momento do xixi da noite com Tori Kelly e Andrea Bocelli, que, apesar de terem se apresentado relativamente cedo, por volta das 20h, nos deram um sooooono. Deste modo, pulemos direto para o show de encerramento do EMA que ficou por conta do agora politicamente correto beirando o chato Pharrell Williams. Apesar de curtir muito o som do cara, tô começando a ficar com uma preguiça enorme dessa vibe "Vamos salvar o mundo!" que ele tem pregado nos últimos tempos. É, mas isso não diminui em nada o mérito de sua performance, tampouco o fato dele ter aparecido com um macacão com a logo da Adidas estampado na bunda HAHAHAHAHA. Sério, tava uó! Ainda não entendi ao certo se, de fato, a roupa pertencia a marca ou se era algum tipo de protesto contra a indústria do consumo, mas acho que eu não usaria aquele treco nem que o destino de júpiter estivesse nas minhas mãos, rs


E essas foram as apresentações do EMA 2015! Eu adorei e vocês? Quanto a premiação em si, abaixo vocês podem conferir a lista completa de ganhadores que inclui Anitta como vencedora das categorias Melhor Ato Brasileiro e Latinoamericano. Não tá fraca não, hein phopha. Abaixa que é "Bang"! Confira a lista:

Melhor Música: Taylor Swift Feat. Kendrick Lamar - Bad Blood
Melhor Artista Pop: One Direction
Melhor Artista Feminino: Rihanna
Melhor Artista Masculino: Justin Bieber
Melhor Artista Ao Vivo: Ed Sheeran
Melhor Artista Revelação: Shawn Mendes
Melhor Vídeo: Macklemore & Ryan Lewis - Downtown
Melhor Artista Eletrônico: Martin Garrix
Melhor Artista Hip-Hop: Nicki Minaj
Melhor Artista Rock: Coldplay
Melhor Alternativo: Lana Del Rey
Melhor Colaboração: Jack Ü feat. Justin Bieber - Where Are Ü Now
Maiores Fãs: Justin Bieber
Melhor Visual: Justin Bieber
Melhor Videoclipes de Vanguarda: Duran Duran
Push (Artista "Para Prestar Atenção"): Shawn Mendes
Melhor Performance Mundial: Ed Sheeran
Melhor Ato Estadunidense: Taylor Swift
Melhor Ato Brasileiro: Anitta
Melhor Ato Latino Americano: Anitta