segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Se joga no play: Meus prazeres culposos e obsessões musicais do momento!



Não é de hoje que eu me amarro numa playlist. Lembro que antigamente a minha vida era gravar todas as músicas que rolavam nas FMs da vida pra só depois selecionar as melhores, passando assim de uma fita pra outra sem me importar muito se a qualidade (que já não era lá das melhores) ia ou não pro beleleu. Com a chegada da era digital eu já comecei a ganhar um tempinho extra nesse processo. Sem precisar passar o dia inteiro plantado do lado da rádio esperando as músicas tocarem, eu comecei a baixar e gravar as minhas faixas favoritas em CD. E eu nunca tive muito essa de catálogo ou lançamento, até porque a trilha sonora da minha vida sempre foi pra lá diversificada e incluia desde hits dos artistas mais bombados do momento, até aquelas músicas dos tempos da minha vó que nem ela lembrava.

E agora, com o intuito não só de playlistar as músicas que eu mais tenho ouvido nos últimos tempos, mas também de dividir com vocês algumas das minhas descobertas, eu resolvi, não criar um novo marcador, até porque o Se Joga no Play, tag oficial de playlists do blog, já se faz presente por aqui há tempos, mas sim fazer uso da mesma para compartilhar minha trilha sonorora, bem como meus prazeres culposos do momento com vocês. Por aqui vocês vão encontrar desde faixas de artistas que ainda estão engatinhando no mainstream, até hinos que simplesmente estacionaram no Hot 100 da Billboard e não pretendem sair de lá tão cedo. Clássicos vindouros, hits de outrora, promessas nacionais, fatos consumados internacionais, estilos renovados, pactos variados, enfim, tem de tudo um pouco nessa minha playlist. Se joga no play: