segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Esquadrão Suicida, "Purple Lamborghini" e o hype dos clipes de trilha sonora!



Durante muito tempo os clipes de trilha sonora de filmes ficaram em segundo plano, até por que, como a gente bem sabe, eles sempre tiveram um custo alto (os bem feitos, claro) e não costumavam ter uma vida útil muito longa enquanto material publicitário nos canais de música da tv, onde, não só eram exibidos poucas vezes, como atendiam apenas a uma pequena parcela de seu público alvo, compreendido em sua maioria por adolescentes e jovens adultos. Com a popularização das plataformas de streaming, onde nós vemos cada vez mais singles e clipes quebrando recordes de execução e visualização, eles voltaram a se fazer interessantes para as grandes companhias, graças a sua rápida disseminação nas redes sociais e o seu alto potencial viral, uma vez que, vários clipes de trilha de filmes tem emplacado nos últimos tempos. Quem não lembra de "See You Again" de Velozes e Furiosos 7? E "Love Me Like You Do" de Cinquenta Tons de Cinza? Ambos são clipes de trilha sonora que se tornaram icônicos, não só por seus números (mais de 1 bilhão de visualizações cada um), mas por saberem trabalhar os elementos do filme de maneira a agregar interesse e curiosidade do grande público, atiçando o seu imaginário e criando um elo de ligação entre a publicidade e o seu produto final.

Mais recentemente, quem também soube trabalhar esses elementos com maestria foi a equipe de marketing de Caça-Fantasmas, reboot da franquia Ghostbusters, que contou não com um, mas vários vídeoclipes de faixas presentes em sua trilha (assista aqui) onde os artistas entraram de cabeça na atmosfera do filme de modo a corroborar sua participação, passando longe daqueles clipes monótonos de trilha sonora onde viamos os artistas gravando a música em estúdio enquanto cenas, muitas vezes aleatórias, do filme iam pipocando na tela. Atentos a esse hype, os produtores do longa Esquadrão Suicida, não tardaram em convocar um time do primeiro escalão da música alternativa (englobando aí todos os gêneros possíveis e imagináveis, como pop, rock, hip hop, música eletrônica, dentre outros) para conceber um álbum completo e redondinho, não só para que os créditos finais tenham uma sonoplastia interessante (o que eu já vi de produtora que investe pesado na trilha mas só toca música incidental no filme não tá no gibi), mas para ganhar muito dinheiro com isso, atraindo o máximo de público possível para os cinemas na ocasião de estreia do longa. E, olha, parece que deu certo, tanto que, só em seu final de semana de estreia, o filme fez quase o dobro de seu orçamento, custeado em 175 milhões de dólares.

Em regime de aquecimento, a faixa "Heathens" interpretada pelo Twenty One Pilots, duo sensação do momento, foi lançada quase dois meses antes do longa chegar às telonas, dando tempo suficiente até para o público mais desatento absorver a mensagem que estava sendo passada: se preparem para ir aos cinemas! Sem revelar muito sobre o filme em termos de visuais, o clipe da faixa serviu como uma espécie de introdução aquele contexto, guardado à sete chaves até pouco tempo atrás. Com o longa já em cartaz, mais uma peça publicitária foi lançada, dessa vez com a clara intenção de chocar, uma vez que nela, um dos personagens centrais e mais controversos do filme, o Coringa de Jared Leto, se faz presente. A faixa é "Purple Lamborghini" do Skrillex em parceria com o Rick Ross, que, assim como "Heathens", é uma das favoritas do público, tanto que ambas já se fazem presentes no Hot 100, parada de singles da Billboard americana. Dirigido pelo Colin Tilley, o vídeo parece mais uma extensão do longa do que um clipe propriamente dito. Nele, Skrillex e Rick Rossa atuam como comparsas do palhaço príncipe do crime, que, tão certo quanto a gente da importância do vídeoclipe na divulgação do filme, não poupou esforços em sua interpretação. Confira:



Demais, né? Agora responde pra gente: tem como não correr para o cinema mais próximo depois dessa?