sábado, 13 de agosto de 2016

"Superlove" é a prova de que Tinashe é a sua próxima superstar favorita... e você já sabe disso!



Não é segredo pra ninguém que a Tinashe tá com sede de sucesso e pronta pra acontecer. A cantora, que construiu um ótimo alicerce para a sua carreira com o denso, profundo e borbulhante Aquarius, chega agora com uma proposta mais pop com o intuito de galgar posições no Hot 100 da Billboard americana para que possa assim ser reconhecida, não só pela comunidade negra americana, que já a tem como uma de suas favoritas, mas por todo o mundo. Em tempos de internet, chega a ser surpreedente o fato de que uma artista com tamanho star quality ainda não tenha alcançado o seu lugar ao sol da maneira que quer e merece. Se lançada em meados dos anos 2000, quando uma nova safra de artistas do gênero, como Ciara e Rihanna, deram o ar da graça, Tinashe já seria, de longe, uma das maiores de sua geração. É, mas os tempos são outros.

Sem a televisão, que, apesar da popularização da internet, ainda é o meio de comunicação mais utilizado pela grande massa, revelações da nova geração se veem limitadas a divulgar seus materiais exclusivamente pelas redes sociais, e, vez por outra, em algum programa de rádio ou tv, que só costuma dar espaço para atrações musicais em sua grade noturna, muitas vezes, beirando a madrugada. É nessas horas que eu lembro como os programas de música da MTV (Disk, TRL) fazem falta! É, mas se é isso que temos, é com isso que trabalhamos, e Tinashe tem feito bom uso das ferramentas que estão à sua disposição, tanto que o clipe de "Superlove", carro-chefe de seu segundo álbum de inéditas, o Joyride, alcançou a marca de 1 milhão de visualizações pouco mais de 24 horas após o seu lançamento, feito memorável para uma artista que, apesar de ser assinada por uma gravadora, no caso, a RCA, atua quase que em paralelo no circuito independente.

Com um visual pra ninguém botar defeito, o clipe de "Superlove" mostra mais uma vez a preocupação de Tinashe com o teor estético de seu trabalho, não focando apenas no aspecto musical enquanto deixa o todo a cargo de terceiros, mas atuando diretamente nas decisões que envolvem os seus projetos e mostrando que não é só mais um rostinho bonito com uma bela voz. Outro ponto forte de suas produções é a coreografia, sempre pontual e bem elaborada, mesmo que não seja lá tão memorável como a de outras artistas, como Britney Spears e Beyoncé. Taí um ponto a ser trabalhado! É, mas é só isso mesmo. A menina canta, dança, é divertida, dinâmica e remete aos tempos áureos de algumas das nossas superstars favoritas. Ué, mas se ela é isso tudo, porque não emplacou ainda? Porque tá faltando você levantar, ou melhor, sentar o bumbum na cadeira e fazer a sua parte, divulgando e enaltecendo o trabalho da fia  em suas redes sociais, bem como no tradicional boca a boca. Diferente do que Selena Gomez afirma com tanta convicção, um link, tweet, share e hashtag mudam SIM muita coisa. Às vezes pode até não ser você, mas alguém que venha a ter acesso à sua publicação pode atuar como um agente de mudança direto fazendo com que o seu artista aconteça. Conheço gente que fechou contrato porque os filhos de uma empresária estavam se acabando com o seu conteúdo na web, logo, não tarde em fazer justiça, não só à Tinashe, mas a todos os artistas que você curte, acompanha e acredita, independente dele ser um newcomer ou velho conhecido do grande público. Ele pode ser o próximo superstar de alguém... e agora você já sabe disso!