domingo, 13 de agosto de 2017

As meninas do Fifth Harmony são as maiores santas do pau oco que você respeita no clipe de "Angel"!



Tirando o Destiny's Child, a maioria das girlbands que a gente conhece dissolveu mais rápido que gelo no sol quando perdeu alguma integrante. Foi assim com as Spice Girls quando a Geri Halliweell vazou, foi assim com o Rouge quando a Luciana Andrade ralou, mas, para surpresa geral da nação (ou não), o Fifth Harmony parece que vai conseguir traçar uma trajetória de sucesso nos moldes da garota-banda de Beyoncé.

Com a saída de Camila Cabello, também conhecida como cabeça (de nós todos) da girlband, o fim do 5H parecia ser algo mais do que certo. Daí rolaram aqueles rumores de que a banda ia mudar de nome e tudo mais, mas acabou que ficou tudo na mesma. Tão na mesma, que o primeiro single do novo álbum de inéditas das fias parecia mais uma versão requentada do carro-chefe de seu registro anterior. "Down" não agradou a todos de primeira, mas eu confesso que depois de ouví-la exaustivamente quando o meu Spotify tá com a função randômica ativada, eu acabei viciando e sei que muita gente também.

Sem deixar a peteca cair, as fias papocaram na nossa cara algumas novidades quentíssimas essa semana, como o título, capa e tracklist de seu novo disco, e também o clipe de seu mais novo single, "Angel", que tá mais pra demônio, porque meu amor... Ainda sobre o disco, ele se chama, pasmem, Fifth Harmony. Será que precisou a Camila sair pras lindas começarem a se sentir realmente como uma banda ao ponto de dar seu nome para o CD? Fica a retórica. Confesso que eu nunca escutei um CD do 5H completo, mas esse eu tô bem curioso, porque esse novo single delas tá um tiro só.

"Angel" foi composta e produzida pelo Skrillex em parceria com o Poo Bear, que, inclusive, tá trabalhando no álbum de estreia da Anitta voltado para o mercado internacional. A música tem uma pegada super urbana, obscura e subterrânea, com elementos eletrônicos que deixaram meus tímpanos mais impactados que caixa de som ligada no último volume. Sério, a batida tá demais! Já a letra fala sobre alguém que você só queria dar uns pegas, mas a pessoa grudou mais que chiclete e você teve que mandar a real bem na cara dela: Era algo passageiro / Nada sério / Nunca devia ter cruzado essa linha / Era legal enquanto estávamos só bebendo / Sou jovem demais para ser algemada / Não quero passar o resto da vida no telefone com você / Tenho que ser sincera / Eu nunca transaria com você / E eu já estava quase transando / Quem disse que eu sou um anjo? . Se eu tô todo me tremendo com essa letra?

Dirigido pelo David Camarena, o clipe de estética soturna mostra o agora quarteto de uma maneira nunca antes vista. Elas já foram pra lá de fofas e até bastante sensuais, mas, nesse novo registro, as fias tão pesadas, confiantes e com uma atitude de deixar qualquer um de queixo caído. Visualmente falando, o vídeo é uma miscelânea de efeitos, com direito a muitas luzes, psicodelia e tomadas externas. Já o plot nada mais é do que um cara que vai dormir e sonha com as meninas dizendo os mundos e fundos que você pôde ler no parágrafo anterior. Será que era sonho mesmo, gente? Porque se alguém me disesse metade dessas coisas eu acordava chorando, certeza! Assiste aí, vai: