sexta-feira, 27 de maio de 2016

Garbage performa "Empty" no C à vous + Making of do clipe + Lyric video de "Even Though Our Love Is Doomed"!



Quando o Garbage deu início aos trabalhos de divulgação de seu mais novo álbum de inéditas com o lançamento do clipe de "Empty", a gente achou que, muito provavelmente, ainda veria Shirley Manson e companhia uma ou outra vez até a data de lançamento do disco. É, mas a promoção do Strange Little Birds, que chega às lojas no próximo dia 10 de junho, tá mais corrida do que a gente pensava. Tanto que a banda já se mandou pra França onde realizou a primeira performance televisiva do single no programa de entretenimento C à vous. Assista:



Achando pouco, o quarteto ainda subiu em seu canal no YouTube um vídeo com os bastidores de gravação do clipe de "Empty". Como uma espécie de mini-documentário, o registro conta com trechos de uma entrevista feita com os integrantes da banda, onde Shirley revela que, apesar de já fazerem quase vinte anos da gravação de seu primeiro vídeoclipe, ainda se sente super empolgada em fazê-lo. Sobre a letra da música, Manson completou dizendo que ela fala sobre uma necessidade de conquista que todos os seres humanos tem em algum momento da vida e que, muitas vezes, se transforma numa obsessão que pode acabar por consumi-lo. Confira:



Pra terminar de acabar com o nosso psicológico, o Garbage divulgou na tarde desta sexta-feira (25) mais uma faixa inédita que estará presente no álbum. Trata-se de "Even Though Our Love Is Doomed", que já chegou acompanhada de um vídeo com letra com imagens da natureza selvagem onde vemos o ciclo da cadeia alimentar em ação enquanto as letras da música, que falam, essencialmente, sobre a evolução e potencial extinção da raça humana, vão pipocando na tela. Veja:

Future Present Past: O novo EP dos Strokes já está entre nós!



Os Strokes estão de volta! Conforme anunciado pelo vocalista Julian Casablancas na última quarta-feira (25), a banda de garage rock nova-iorquina acaba de disponibilizar para audição na web um total de três músicas inéditas e uma remixada que chegam em formato de EP. Intitulado Future Present Past, o registro é o primeiro a apresentar novos materiais do quinteto desde o Comedown Machine de 2013.

O mais legal desse extended play é que ele faz uma alusão direta a seu título, uma vez que cada música representa a sonoridade da banda em algum momento de sua trajetória. "Drag Queen", faixa que abre o EP, por exemplo, é o futuro. A segunda música, "OBLIVIUS", é o presente, e "Threat Of Joy", claro, o passado. Apesar de já ter sido disponibilizado nas plataformas de streaming, Future Present Past só chega às lojas, tanto físicas como digitais, no próximo dia 3 de junho.

Ainda sobre as faixas presentes no registro, "Drag Queen" é pura e simplesmente Julian Casablancas, chegando a soar como algo extraído de alguns de seus álbuns enquanto artista solo. Já "OBLIVIUS" é The Strokes em sua melhor essência, com direito a vocais distorcidos, guitarras elétricas difusas e um refrão explosivo. "Threat Of Joy", por sua vez, chega com uma pegada que nos remete logo de cara a sonoridade de alguns dos primeiros singles dos caras, como "Hard To Explain" e "Someday", ambas do debut Is This It, enquanto o remix de "OBLIVIUS" pode ser considerado uma cortesia do baterista da banda, o brasileiro Fabrizio Moretti. Ouça:



Quando o assunto é um novo álbum de inéditas dos Strokes, Julian, que marcou presença no programa da Annie Mac da BBC Radio 1 na última quinta-feira (26), revelou que a vontade de voltar ao estúdio precisa ser coletiva, ou seja, não só dele como de todos os integrantes da banda. É, mas os fãs podem ficar otimistas, uma vez que os extended plays nada mais são do que uma pequena amostra de novos materiais que, muito certamente, já estão vindo por aí!

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Ouça "The Getaway", faixa-título do novo álbum do Red Hot Chili Peppers!



Nós já comentamos algumas vezes aqui no blog sobre o fato de 2016 ser o ano dos grandes retornos. É, mas parece que essa circunstância não se limita única e exclusivamente a música pop. Tanto que, ainda no início dessa semana, nós tivemos a estreia do clipe de "Empty", carro-chefe do novo álbum do Garbage, e agora, com praticamente cinco anos sem lançar um novo disco de inéditas, os caras do Red Hot Chili Peppers preparam terreno para a chegada de The Getaway, décimo primeiro registro dos californianos, que chega às lojas no próximo dia 17 de junho pela Warner Music Brasil.

Divulgada no início do mês, a faixa "Dark Necessities", que assina como primeiro single do álbum, mescla elementos de funk e rock numa pegada cheia de groove, característica da sonoridade da banda, associada ao piano, que ganhou o destaque antes dado para a guitarra na identidade sonora do quarteto. Apesar de ter sido lançada há pouco tempo e de ainda não contar com um vídeo para auxiliar na divulgação, a música já está no topo do Rock Airplay, chart da Billboard voltado exclusivamente para o gênero. Pra vocês terem uma noção de como o RHCP reina nesse segmento, "Dark Necessities" já é o vigésimo quinto top dez da banda na parada, que é a recordista e está à frente de outros nomes, como o U2, que já teve 23 singles entre os dez mais. Ouça:



Aumentando ainda mais a ansiedade dos fãs, o Red Hot divulgou nesta quinta-feira (06) a faixa-título do disco, "The Getaway", que, apesar de contar com os mesmos elementos sonoros do carro-chefe, chega com uma pegada mais nebulosa, envolvente e soturna. Composta pelo RHCP em parceria com o seu mais novo produtor, Brian Joseph Burton, conhecido mundialmente como Danger Mouse, a música, que foi eleita por Anthony Kiedis como a sua favorita do disco, é resultado de um retorno dos caras aos estúdios, à convite de Brian, para que ele, juntamente com a banda, trabalhassem juntos na composição lírica, melódica e rítmica das faixas. Não sei os fãs mais ávidos do quarteto, mas o Anthony disse que adorou o resultado, uma vez que seu antigo produtor, Rick Rubin, se limitava apenas a produzir as canções compostas por eles. Ouça:

"Amnesia": Anahí divulga nova faixa do álbum Inesperado!



Quando nem mesmo seus fãs estavam esperando, Anahí apareceu no Facebook de maneira ~inesperada~ para divulgar o lançamento de seu novo e aguardadíssimo álbum de inéditas, que chega as lojas no próximo dia 3 de junho pela Universal Music Brasil. Com um total de 14 faixas, Inesperado já conta com vários singles de sucesso, como "Rumba", "Boom Cha", "Eres" e "Amnesia", que acaba de ser divulgada oficialmente, uma vez que a Princesa do Pop latino já havia confirmado que liberaria uma música inédita a cada semana que antecede o lançamento do disco.

Composta por Anahí em parceria com Noel Schajris e Claudia Brant, com quem ela já havia trabalhado anteriormente na composição de faixas como "Alérgico" e "Absurda", "Amnesia", que , inclusive, já está de clipe gravado, é uma baladinha cheia de poesia, sentimento e melodia em que a cantora fala sobre a ausência de um amor do passado que age como se tivese esquecido de sua existência: O mais triste de tudo é que meus lábios ainda clamam por seus beijos / O mais triste de tudo é que isso não voltará porque você se foi e me esqueceu / Como se tivesse me amado e de repente meu nome virasse um borrão / Como se tivesse escrito e a sua caneta manchado / Como se tivesse toda a memória vazia / Como se saísse pela porta e acabasse a vida / Como se estivesse embriagado de anestesia / E sofresse amnesia. Ouça:

#BBMAs: Algumas considerações sobre a performance de Britney Spears na premiação!



Ainda dá tempo de falar de #BBMAs? Claro que dá, né? Ainda mais que a edição 2016 da premiação não foi um evento qualquer, mas sim a noite do grande retorno de Britney Spears aos palcos das premiações americanas (a performance previamente gravada de "Pretty Girls" ano passado não conta), uma vez que ela não se apresentava por lá desde a fatídica noite de 9 de setembro de 2007, quando mostrou ao mundo que o que acontece em Vegas nem sempre fica em Vegas, especialmente quando se trata de uma humilhação pública em rede nacional.

Quase dez anos se passaram desde que a Princesa do Pop sentiu, pela primeira vez, o gosto amargo do vexame. É, porque, até então, sua carreira era simplesmente intacta, senão contarmos, claro, as constantes alegações de playback, que, adivinha só: NINGUÉM SE IMPORTA! Esse tempo foi importante para que Britney colocasse sua vida pessoal e profissional novamente nos trilhos após o colapso sofrido por ela graças a um casamento fracassado, a possibilidade da perda da guarda dos filhos, além, claro, da perseguição da mídia. Ao longo desse tempo, Spears não só se reergueu, como colocou Vegas pra comer na palma da sua mão com a sua residência de shows, a Piece Of Me, que simplesmente modificou o cenário do entretenimento na cidade, potencializando a economia, o turismo e fazendo com que uma série de outros artistas de renome também tivessem interesse em desenvolver seus espetáculos por lá.

Britney Spears renasceu como uma fênix nos palcos da cidade que a viu dar o tropeço que sucedeu numa série de derrapadas. Cenários, cores e até figurinos ganharam um upgrade no que, para muitos, parecia apenas uma versão pocket de sua residência, mas não. Era Spears tendo uma segunda oportunidade de mostrar para o mundo que amadureceu como pessoa, evoluiu profissionalmente e está melhor do que nunca. Por que cantar uma música se ela pode cantar sete? Lançamento? Não, não. Britney precisava sentir a energia do público cantando seus maiores sucessos e o prestígio de seus colegas da indústria que assistiram a apresentação e a ovacionaram de pé.

"Work Bitch", "Womanizer", "I Love Rock N Roll", "Breathe On Me", "I'm a Slave 4U", "Touch Of My Hand" e "Toxic" foram as faixas escolhidas por ela para abrir e fechar a noite, que funcionou como uma espécie de continuação bem sucedida da performance de "Gimme More" no VMA 2007, com tudo. É, porque, depois de sua apresentação, parecia que nós estávamos assistindo mais a um grande pós-show do que qualquer outra coisa. Com exceção de Madonna, é claro, que, juntamente com Celine Dion, Ke$ha e Rihanna, dividiram com Spears os holofotes e assinaram como grandes headliners da noite. É, mas o show completo foi dela. Playback? Não só fez como faz, mas em termos de entretenimento, é um pacote completo, porque ainda tá pra existir uma artista que consiga agitar e prender a atenção do público como ela. Beyoncé, talvez. Ninguém mais. Bem-vinda de volta Princesa do Pop. A cidade do pecado, bem como o mundo, a reverencia e curva-se novamente a seus pés.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

O Jesse McCartney tá de volta: Ouça "Dangerous", novo single em parceria com o Built By Titan!



Apesar de fazer apenas dois anos que o Jesse McCartney lançou seu último álbum de inéditas, o Life In Technicolor, a impressão que a gente tem é que o fio colocou a sua carreira na música em standby pra se dedicar a outros projetos, uma vez que ele simplesmente não parou de trabalhar ao longo desse período. É, porque, pra quem não sabe, além de cantor, o Jesse também é ator (Fear The Walking Dead) e dublador de personagens de filmes em animação (Alvin e os Esquilos) e jogos para vídeo game (Kingdom Hearts).

Tá, a gente sabe que o negócio tá concorrido, uma vem que os Justins (Bieber e Timberlake) tão aí se revezando no topo das paradas, mas é aquele ditado: Faz por onde que eu te ajudarei, então simbora fazendo. Pensando assim, o dono do hit "Beautiful Soul", que tem como base sonora o pop e o R&B, resolveu se arriscar na música eletrônica com a new jack swing inspired "Dangerous", faixa do DJ e produtor Fred Williams, conhecido como Built By Titan, a quem ele emprestou seus vocais. Ouça:



É, pelo visto o Jesse não perdeu a forma, tanto vocal como escrita, uma vez que a faixa foi uma composição dele em parceria com o próprio Built By Titan. E o que dizer dessa vibe meio Michael Jackson feat. Daft Punk & Kenny G? É muito amor envolvido!  Só espero que dessa vez ele não espere mais dois anos pra lançar novos materiais ou faça como o seu último disco, que chegou às lojas pouco mais de seis anos após o seu predecessor.

"Vício": O novo, retrô e celofânico clipe da Manu Gavassi!



Tá todo mundo falando sobre a ação inusitada da Manu Gavassi em parceria com a VEVO Brasil e a Fundação Pró-Sangue onde os fãs da fia foram convidados a marcar presença na instituição de coleta para doar o seu sangue e, dessa forma, liberar o lançamento do clipe da faixa-título do EP Vício. Não sei vocês, mas a minha carinha tá no chão até agora com a criatividade desse movimento, o Play Pela Vida, que possibilitou não só o engajamento dos admiradores da cantora, como o auxílio a quem realmente precisa dessas doações, isso sem falar no fato do vídeo ser simplesmente o primeiro da história movido à doação de sangue. Parabéns aos envolvidos!

Agora voltando pro clipe. Dirigido por Rafael Paiva, "Vício" já é o terceiro de cinco vídeos que serão lançados ao longo dessa era. Com uma pegadinha pop retrô oitentista, o registro apresenta Manu como a líder gliterizada de uma banda formada por ela e outras duas garotas no melhor estilo Jem e as Hologramas (o desenho, não aquele filme uó). Assim como no clipe de "Direção" e no vídeo com letra da faixa em questão, nesse novo Manu segue investindo nas interferências vídeográficas chuviscadas e celofânicas (sabe quando o VHS enganxa no vídeo-cassete?) que dão um ar ainda mais vintage à produção rodada em ambientes monocromáticos. Assista:

As memórias de verão de Pitbull e Enrique Iglesias no clipe de "Messin' Around"!



Conhecido por seus pancadões verborragicamente sampleados, o rapper Pitbull achou que seria uma boa dar uma desacelerada e lançou no início do mês passado a gostosinha "Messin' Around", faixa em parceria com Enrique Iglesias, que assina como mais novo single do Climate Change, seu décimo álbum de estúdio, que segue com previsão de lançamento para o verão americano.

É, mas apesar de ter diminuido o bitrate, o novo single do fio não chega a ser uma baladinha, mas sim uma daquelas canções energizantes que a gente gosta de ouvir quando acorda depois das 12h em dia de semana, vai à praia em horário comercial ou mesmo liga pro chefe dizendo que tá doente pra poder bater aquela perna esperta pelo shopping. O clima de férias é real!

Não muito diferente da música, o clipe também chega com uma pegada no melhor estilo à toa na estação mais quente do ano, onde um grupo de gostosonas amigas do Mr. Worldwide aparece revendo polaroids desse e de outros verões que acabam ganhando vida. Calma, as fotos não saem andando, só as imagens registradas nelas que começam a se mexer. Tudo dentro da normalidade. Confira: