domingo, 6 de outubro de 2013

Miley Cyrus no Saturday Night Live: Esquetes, Paródias e Performances de "Wrecking Ball" e "We Can't Stop"!



Miley Cyrus está em todas e no Saturday Night Live não poderia ser diferente! No episódio desta semana, a twerkeira de plantão não só serviu como atração musical mas também como apresentadora do programa, que atualmente se encontra em sua 39ª temporada.

Pra começar com tudo, Miley aproveitou seu monólogo não só para relembrar e "pedir desculpas" por sua performance no Video Music Awards, mas também pra tirar uma onda com Hannah Montana (que segundo a própria foi assassinada) e com o clipe de "Wrecking Ball".

Na primeira esquete da noite, só deu VMA. Nela, a "antiga Miley" faz uma visita para a atual pouco antes dela entrar no palco da premiação onde realizou uma das performances mais icônicas e controversas dos últimos tempos. Na sequência ainda rolaram esquetes trolando 50 Tons de Cinza, Kyle Mooney e os políticos republicanos John Boehner e Michele Bachmann, que se acabaram numa versão politicamente incorreta do clipe de "We Can't Stop". Confira:



E se no quesito comédia o programa não ficou devendo (até porque não deixou passar nenhuma das "travessuras" de Miley nos últimos tempos), musicalmente falando ele também não ficou atrás.

Na primeira performance televisionada de "Wrecking Ball", Miley não chorou e nem tampouco se pendurou numa bola de demolição, mas ficou claramente emocionada e mostrou uma potência vocal surpreendente. 

Trajando apenas uma camiseta semi-transparente com os dizeres Poison (já quero, onde compra?), a gata mostrou a que veio sendo ovacionada pela audiência do programa. Veja:



Já para a performance de "We Can't Stop", Miley apostou num visual mais clarinho, composto por um macacão branco, também semi-transparente. Numa maravilhosa versão acústica, a faixa ganhou uma pegadinha suave mas ainda assim cheia de atitude. Assista: