segunda-feira, 13 de julho de 2015

5INCO: Álbuns alternês que você não pode deixar de ouvir!



Que tal a gente fugir um pouco do mainstream (vulgo Hot 100 da Billboard) e conhecer algo novo? Tá, confesso que o algo novo pode não ser uma coisa que ninguém nunca tenha escutado na vida, mas a ideia da vez é deixar um pouco de lado aqueles artistas que estão sempre em evidência e dar um pouco de audiência para alguns que talvez, possam sim ser novidade pra você.

Pensando nisso, selecionei alguns CDs que tenho escutado com bastante frequência e que merecem uma atenção especial porque simplesmente não perdem feio para nenhum peixe grande por aí. Resolvi pegar alguns estilos mais alternativos (até porque estamos falando da minha playlist pessoal né) e como gosto de estar sempre buscando coisas diversificadas para ouvir, acaba que é basicamente isso que eu escuto no dia a dia. Confira:

1m. Banks - Goddess







Novata e misteriosa, essa americana de 26 anos chamou atenção ano passado, antes mesmo de lançar seu primeiro álbum, com o single de estreia "Brain", sendo eleita como "artista para ficar de olho" pela FoxWeekly e BBC. Com uma vibe soturna e uma sonoridade que mescla r&b e trip hop, Banks, vem sendo comparada com a cantora Aaliyah e assina um dos álbuns mais sensuais de que se tem notícia, ganhando inclusive fãs famosas como Ellie Goulding e tudo de uma forma bem natural.

DC Indica: "Alibi" e "This Is What Feels Like".


2ois. PVRIS - White Noise







Do interior dos EUA para o mundo, essa bandinha formada por Alex Babinski, Lyndsey Gunnulfsen e Brian MacDonald pode não ter hitado ainda no mainstream usual, mas já conseguiu alcançar boas posições para uma banda iniciante, como por exemplo, o 6° lugar no chart de bandas alternativas americanas. Apesar de lembrar em partes o Paramore em início da carreira, a PVRIS (lê-se Paris) é uma boa surpresinha musical, misturando o rock com eletrônico em batidas que alternam entre as mais animadas até aos acústicos belíssimos que a banda também produziu, tudo encabeçado pelos vocais femininos de Lyndsey.

DC indica: "St. Patrick" e "My House".


tr3s. Leighton Meester - Heartstrings







Depois de arriscar no dance pop e ter feito parceria com a banda Cobra Starship em 2011, Leighton Meester ficou ensaiando um retorno musical por um bom tempo, até que finalmente veio Heartstrings, um álbum totalmente diferente de tudo que a eterna Blair Waldorf já tinha feito, e olha, foi amor à primeira vista. Com uma pegada bem folk, Leighton aproveitou para mostrar que canta bem em qualquer gênero em um CD consistente e com ótimas melodias.

DC indica: "Run Away" e "Blue Afternoon".


qu4tro. Hozier - Hozier







Apesar da pouca idade, esse irlandês já tinha um EP e um cd recém lançado em seu currículo quando foi convidado para cantar no Grammy, onde também recebeu a indicação de melhor single do ano por "Take Me To Church" (que tem bombado cada vez mais nas paradas). Com uma sonoridade que mescla indie rock, soul e blues, o álbum de estreia de Hozier pegou nada mais que a 2° posição nos charts, o que não é nada mal para um forasteiro, e vendeu mais de 500 mil cópias na terra do Tio Sam. O motivo? a peculiaridade do moço, que possui um vozeirão e resolveu se jogar em um estilo totalmente diferente do que seria preciso para ser bem sucedido musicalmente como um novato fora de sua terra natal.

DC Indica: "Jackie and Wilson" e "Work Song".


5inco. Lykke Li - I Never Learn







Para muitos ela ainda é conhecida como a cantora de "I Follow Rivers", aquele remix que toca até hoje nas rádios (mas que, pessoalmente, prefiro mil vezes a versão original por motivos de: apego), e para outros ela é atriz, compositora e autora da trilogia de CDs intitulados Youth Novels, Wounded Rhymes e I Never Learn que conseguiram ser primorosos e um melhor do que o outro. Os trabalhos da Lykke costumam ser, em sua maioria, autobiográficos e melancólicos, não sendo diferente em seu mais recente e último álbum, onde ela abre o coração pra gente em uma viagem musical bem sentimental, mas maravilhosa ao mesmo tempo.

DC Indica: "No Rest For The Wicked" e "Gunshot".


Para ouvir os álbuns correspondentes basta clicar no nome de cada um. E aí, gostaram da lista? Aproveitem os comentários para contar quais os seus favoritos também!