quinta-feira, 2 de outubro de 2014

➎ Filmes de Terror Que Parecem Ruins Mas São Legais (2/5): Crowsnest!



Caiu de paraquedas nesse post? Então clique aqui para saber qual filme ficou na quinta posição!

Crowsnest

Ficha Técnica:
Título: Crowsnest (Crowsnest)
Ano de Lançamento: 2012
Elenco: Mittita Barber, Aslam Husain, Victor Zinck Jr., Chelsey Reist
Curiosidade: Existem várias traduções para crows nest (assim, separado mesmo). As mais populares fazem referência a torre de vigia de grandes embarcações (veja aqui) e aos ninhos de corvo, ou seja, o nome faz alusão direta a algo que é localizado em um lugar relativamente alto de onde se pode observar tudo que acontece ao seu redor.

Esse eu descobri no Netflix e demorei bastante até finalmente assistir porque inventei de pesquisar na web e descobri que se tratava de um found footage, que nada mais é do que um gênero de filme onde parece que foi tudo gravado pelas vítimas reais em acontecimentos reais (sabe Atividade Paranormal e A Bruxa de Blair?). Antes que perguntem, não, eu não tenho preconceito com found footage, eu tenho é medo mesmo HAHAHAHA. É, porque geralmente os diretores desse gênero buscam mostrar a história da maneira mais real possível e, quanto mais próximo da realidade, mais eu me apavoro (tipo, levo altos sustos com filmes como A Hora do Pesadelo e Sexta-Feira 13, mas, como sei que nada daquilo é real, fico numa boa, já os found footages não, a maioria dos registros é muito real - sabe quando você pensa: - Podia ser eu ali. Socorro! - o que me deixa total e completamente em pânico HAHAHAHA).

Voltando pro filme, Crowsnest (esse é o nome do filme, tá gente? HAHAHAHA) conta a história de um grupo de amigos que resolve sair pra comemorar o aniversário de um deles. São dois casais e a irmã de uma das garotas, totalizando cinco. O registro do filme é feito a partir de uma câmera que o aniversariante ganhou de sua namorada, logo, se não tivesse presente não tinha filme. Na intenção de comprar cerveja mais barata, eles vão de carro até uma outra cidade que, aparentemente, nenhum deles conhece de fato (se não me engano foi por indicação de um amigo que nem aparece no filme). Depois de muito rodarem (teve um momento em que eu já tava pedindo pra todos morrerem porque eles falam MUITA besteira) eles acabam chegando a Crowsnest (cidadezinha que dá nome ao filme e que, PASMÉM, realmente existe, sendo localizada no estado de Indiana - estado este onde jamais colocarei meus pés - não pelo filme, por pobreza mesmo) e se deparando com um monte de casas abandonadas.

Enquanto os rapazes vão atrás da tal cerveja barata (que se levarmos pra ponta do lápis nem compensa tanto já que eles gastaram tempo e gasolina pra caramba), as meninas ficam com a câmera registrando imagens do vilarejo. Daí, quando elas menos esperam, aparece uma menina que é A CÓPIA da Samara d'O Chamado. Sério, gritei alto nessa hora (não de susto, mas porque eu tinha assistido um vídeo mega estranho uma semana antes e achei que a fia tinha vindo me pegar). Passado o susto (que não dura mais que cinco segundos), os meninos voltam (detalhe, sem cerveja nenhuma) e geral vai embora sem ao menos se perguntar que raio de menina esquisita com cabelo na cara era aquela. Bem, é exatamente aí que começa o grande climax, já que alguém, que até então não se sabe quem ou por qual motivo, começa a bater na traseira do carro deles com um furgão. À princípio eles acham que é só algum idiota com pressa, até que... Assista: